Como eles crescem

segunda-feira, abril 09, 2007

O meu "sitío"

.gosto de acordar de manhã abrir a janela da cozinha e ouvir os pássaros a dar os bons dias;
.gosto do sol que bate nas janelas dos quartos deles;
.gosto da azáfama da manhã que por vezes deixa a casa de pernas para o ar para não nos atrasar-mos;
.gosto dos 5 minutos de carro que me separam de casa ao colégio deles, esta proximidade tranquiliza-me;
.gosto de ver o mar quando estaciono à porta do colégio;
.gosto do som do mar que se ouve quando saio de casa e o vento o permite;
.gosto de poder ir almoçar a casa embora nem sempre seja para o fazer, porque existe casa para arrumar que a falta de tempo de manhã não permitiu;
.gosto de dar e receber os bons dias ao pessoal da zona;
.gosto de saber o nome do merceeiro, do padeiro, do sr. do café;
.gosto que eles retribuam com o meu;
.gosto de passear nos jardins aqui perto;
.gosto de ir à praia a pé, quando todos estão metidos nos carros em filas à espera de lugar para estacionar;
.gosto de demorar apenas 5 minutos a ir buscá-los;
.gosto deste monopólio;
.e apesar de ser eu a fazer quase tudo, vou levá-los, buscá-los, jantares, arrumar a casa, dar banhos, (o pai normalmente sai antes de nós e chega depois), apesar de estar estafada ao fim do dia...gosto muito do sitio onde moro, a casa pode ainda não ser a dos meus sonhos, mas o sitío é sem dúvida.
Mas, e como em quase tudo há um Mas, aqui está ele:
.tenho a hipotese de ir para uma vivenda, com espaço para os filhotes brincarem, não tão perto do mar mas a 15 minutos de carro;
.tenho hipoteses de para além dos quartos deles, ter um quarto só para brincarem;
.tenho hipotese que eles tenham um acompanhamento mais próximo por parte dos avós;
.tenho hipotese que eles entrem no colégio mais tarde e saiam mais cedo;
.tenho hipoteses de ter a avó para ficar com eles quando estão doentes;
.tenho hipoteses de ter o jantar pronto quando chegar a casa e as crianças com o banho tomado;
.tenho a hipotese de não me preocupar se me atraso para ir buscá-los, porque os avós estão por perto;
.tenho hipotese de ficar com um empréstimo no banco mais baixo ou até não ter;
.tenho hipotese de ter uma vida mais desafogada;
.tenho hipotese de ter aquilo que ambicionei que teria +- com 30 anos, filhos, casa e carro (o carro já está) pagos, muito tempo para passear e gozar e vida.
Porque será que tudo isto não me entusiasma tanto quanto seria de esperar?
Talvez porque goste muito da minha vidinha como está, apesar dos aumentos dos juros.
Talvez porque me sinta muito ligada ao sitio e pessoas que vejo nos últimos 10 anos.
Talvez porque tenha idealizado que as mudanças tivessem terminado.
Talvez porque apesar da estafa diária eu goste muito de acompanhar os meus filhos e de fazer as minhas coisas em casa.
Talvez porque tenha criado um hábito.
Talvez porque não me apeteça fazer todos os dias 15km para chegar ao escritório apesar de ter a companhia do maridão.
Desta vez não sei...talvez para já continue entre os meus gostos , mas e talvez, apesar de saber que tenho de tomar uma decisão.
...pelo menos desabafei

6 comentários:

Gina disse...

Temos um gosto muito comum... a tranquilidade, o ver e ouvir (e sentir) o mar, o tratar as pessoas pelos nomes e elas retribuirem-nos esse tratamento, o poder ir almoçar a casa, o estar perto do colégio dos miúdos... sei lá...

Tento imaginar o teu "sítio" e parece-me ser maravilhoso, tranquilo, que te oferece uma grande qualidade de vida! Também imagino viver num "sítio" assim, um dia...

Li-te e compreendo como te sentes e a tua indecisão. Mas confesso que não te consigo ajudar, pois é complicado, é uma situação que exige certezas e, depois de estar feito, já não podes voltar atrás! Tens que pesar muito bem os prós e os contras... deixa passar mais algum tempo, se puderes, e pode ser que, entretanto, consigas definir melhor o que queres e sentes e consigas então tomar uma decisão.

Beijo grande, linda!

mamã Xana disse...

Muito complicado...
Ambas as situações parecem ter vantagens e desvantagens (como tudo na vida!), só vocês podem fazer a escolha, perceber o que é realmente importante para a vossa vida, para a vossa família.
Espero que tudo corra bem!
Beijinhos

Mãe Mimocas disse...

Que engraçado! Temos muita coisa em comum e a descrição do teu sítio faz-me lembrar o sítio dos meus pais, que me custou muito a deixar quando fui para a faculdade e que me custou ainda mais quando comecei a trabalhar em Lisboa. Embora goste do sítio onde moro agora e goste muito do meu apartamento, sinto a falta da proximidade do mar e da natureza...

Tomes a decisão que tomares, parece-me que vais estar bem em ambos os sítios...

Uma beijoca e boa escolha!

Sorrisos da minha Alma disse...

A vida é feita de vários caminhos, só a nós nos compete escolher os melhores para melhor viver e tenho a certeza que tu vais fazer a melhor opção.

Margarida disse...

Não são decisões fáceis de tomar, mas acredito que tomarás a decisão certa.
Eu também sai quase do centro de tudo e vim morar para o campo. estou a 12 km do colégio delas e mais uns 2km do escritório, mas garanto-te que valeu a pena. A qualidade de vida, pelo menos no meu caso, foi para muito melhor.
Beijinhos e boas opções

A mamã disse...

Bom não é nada fácil mesmo..mas só voc~es têm que ponderar e decidir
Beijinhos
Paula